70 anos do ataque a Hiroshima e nagasaki no Japão

Em agosto 1945 no fim da segunda guerra mundial após a rendição da Alemanha Nazista, o Japão foi bombardeado com uma das maior invenção bélica da humanidade, a bomba atômica.

Exatamente hoje (ontem no Japão) fazem 70 anos que os americanos detonaram sobre sobre o pais do sol nascente suas armas de destruição em massa, Apelidadas de Litle Boy e Fat Man as bombas foram desenvolvidas secretamente no projeto Manhatan, com a pretensão inicial de serem usadas contra os Nazistas, o que não aconteceu devido a morte de Adolf Hitler e a rendição da Alemanha aos aliados. Mas mesmo estando desgastada pela guerra, tendo perdido locais estratégicos para os Exércitos Americanos o Japão ainda resistia, as cidades e os campos eram bombardeadas frequentemente o que afetou a produção de alimentos e as industrias que fabricavam armas, coisas fundamentais para prover o esforço de guerra.

Enero2015_HiroshimaNagasaki_4

Mesmo com essas adversidades o império japonês não pretendia se curvar diante do inimigo ocidental, e se houvesse uma invasão por terra as baixas do exercito americano seriam provavelmente maiores que as dos japoneses. Isso foi usado como argumento pelo governo dos Estados Unidos para utilizar pela primeira e única vez na história, a bomba nuclear em alvos humanos. Primeiro em Hiroshima no dia  6 de agosto de 1945. e depois em Nagasaki no dia 9 de agosto, causando uma devastação sem precedentes o tirando mais de 200.000 vidas em consequência da explosão e dos efeitos posteriores. No dia 15 de agosto o Japão anuncia sua rendição e pela primeira vez na história o povo pode ouvir a voz do imperador que pedia a população não lutar mais.

A guerra e esse evento trágico marcaram o século 20 transformando o mundo, principalmente o Japão que precisou se renovar e reconstruir seu pais em ruínas, isso está marcado nas gerações posteriores dos japoneses e por isso mesmo, esse dia é reservado para celebrar a força do espirito desse povo e homenagear todas as vitimas das bombas no pais.

Atualmente o Japão leva sua politica de passividade e desarmamento de armas nucleares a sério.

Aproveitando deixo aqui a dica do mangá Gen: pés descalços (Hadashi no Gen) lançado originalmente pela Shueisha na Weekly Shōnen Jump de 1973 a 1985, o obra relambra os horrores do ataque mostrando pelo ponto de vista de Gen, um garoto de 6 anos que vivia nos arredores de Hiroshima, a obra é de autoria de Keiji Nakazawa sendo ele mesmo um sobrevivente da explosão. O mangá já foi lançado aqui pela Conrad entre 2000 e 2001.

gen-capa